08 novembro, 2013

merd@s da vida... (+ lamentar)

Não era suposto ela ter-me encontrado com a cara borrada e os olhos vermelhos da força que estava a fazer para que as lágrimas não caíssem. Bateu à porta do meu quarto, eu respondi "vou já, estou ao telemóvel" e continuei a falar com o meu papá. Ela entrou, eu disse que não demorava e ela fechou  e voltou a abrir a porta e perguntou-me se eu estava a chorar. Óbvio que respondi que não. Estava a tentar controlar-me. Acho mesmo que até forcei um sorriso. Desliguei a chamada e ela sentou-se na minha cama. Eu estava sentada no chão. Mal ela me perguntou o que se passava eu desatei a chorar, desabafei tudo o que estava a sentir. Ela compreendeu-me, não de todo, mas sei que me compreendeu o suficiente para me fazer sentir muito melhor. Não me sinto tão bem a falar com alguém como com ela. Só não queria que tivesse sido hoje, talvez não quisesse nunca, detesto que me vejam chorar, mas tenho a certeza que ela (tentou) compreendeu todos os meus motivos e todas as minhas lágrimas. Todas as palavras me fizeram sentir melhor, mas não curam nada do que sinto. A minha vida está tão bem, como do outro lado está uma valente porcaria. Não sei o que fazer, já não consigo pensar mais, e o pior de tudo é que sei que ninguém me pode ajudar. Apenas posso ouvir conselhos, mas nunca irei saber quais serão as escolhas certas. Acho mesmo que sejam quais forem as minhas escolhas, nenhuma será a mais acertada. Acho que todas elas têm tantas coisas boas como más, daí ser tudo a mesma merda. Depois de me ter acalmando um bocadinho levantei-me e tomei um comprimido. Não conseguia parar de tremer e sentia que a minha cabeça ia explodir. Jantei e agora já me sinto melhor. Obrigada S.
Tanto acho que durante a semana não se passou nada, como me ponho a refletir e de repente surgem-me mil e uma coisas na cabeça. Nem sequer sei por onde devo começar. Devo começar pelo facto de mais uma discussão?! Ou uma conversa que acabou numa discussão, que vai dar ao mesmo (como sempre). Parágrafo nesse assunto. Não tive testes esta semana, acho que dormi mais esta semana do que num mês inteiro "normal". Não estava muito habituada a dormir durante a tarde, mas esta semana soube-me que foi uma maravilha, e então com este frio é que sabe bem. Hoje recebi o famoso teste de história A. A nota?! Foi positiva, 10, até nem estava à espera, mas quero ver os próximos resultados para poder comparar. Quanto ao trabalho de grupo de psicologia B, na minha avaliação individual a prof. deu-me 16.1, fiquei contente, porque o trabalho estava um porcaria mesmo, e visto que o trabalho iria contar como um teste, não podia ser melhor. Para acabar, e da mesma maneira que acabo sempre as minhas coisinhas, há dias em que me sinto uma merda e que não valho nada para ninguém. A única pessoa que tem estado comigo a 500% é o meu namorado, felizmente, haja alguma coisa de bem na minha vida... (Obrigada amor.) 
E como o dia não podia ter acabado da pior maneira, vou agora mesmo enfiar-me no sofá e, certamente, deprimir, coisa que eu tanto gosto, é uma sensação de "prazer" em cultivar o que sinto, para me sentir pior, mas melhor. Oh, coisas minhas...

aiii mano, se soubesses a falta que me fazes aqui... :(((

Sem comentários:

Enviar um comentário